capa covid19.png

O novo Coronavírus (2019-nCoV) é um vírus identificado como a causa de um surto de doença respiratória detectado pela primeira vez em Wuhan, China. Os coronavírus causam infecções respiratórias e intestinais em humanos e animais; sendo que a maioria das infecções por coronavírus em humanos são causadas por espécies de baixa patogenicidade, levando ao desenvolvimento de sintomas do resfriado comum, no entanto, podem eventualmente levar a infecções graves em grupos de risco, idosos e crianças. Previamente a 2019, duas espécies de coronavírus altamente patogênicos e provenientes de animais (SARS e MERS) foram responsáveis por surtos de síndromes respiratórias agudas graves

A prevenção deve ser feita por ações simples que não impactam a rotina da população:

 

  1. Lavar as mãos antes e depois das refeições com sabão ou detergente. A ação deve envolver os dedos, as palmas e costas das mãos até os punhos.
  2. Lavar as mãos do mesmo procedimento anterior após uso do transporte público. Caso não tenha acesso a algum toalete, ter álcool gel sempre na bolsa facilita.
  3. Ao tossir e espirrar, utilize lenços de papel para evitar que as secreções sejam eliminadas no ar.
  4. Além disso, evite apertos de mãos e cumprimentos no rosto.
  5. Evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.
  6. Sobre o uso de máscaras. Recomenda-se aos que estão possivelmente infectados para evitar a propagação de gotículas e também pelos profissionais de saúde que farão atendimento a esse grupo. Além de minimizar a contaminação do ambiente com secreções respiratórias geradas pelo próprio Trabalhador de Saúde ou pelo paciente em condição de transporte.
  7. A máscara cirúrgica é uma barreira de uso individual que cobre o nariz e a boca.É indicada para proteger o Trabalhador de Saúde de infecções por inalação de gotículas transmitidas à curta distância e pela projeção de sangue ou outros fluidos corpóreos que possam atingir suas vias respiratórias.
  8. É importante destacar que a máscara cirúrgica não protege adequadamente o usuário de patologias transmitidas por aerossóis, pois, independentemente de sua capacidade de filtração, a vedação no rosto é precária neste tipo de máscara e não é considerada um equipamento para proteção respiratória (EPR).
  9. Caso esteja com sintomas semelhantes ao da gripe como febre, tosse, gripe, aliadas a doenças respiratórias, procure a Unidade Básica de Saúde mais próxima. O vírus é pouco resistente ao calor e como o Brasil tem clima tropical, a chance de um surto é menor que em países que têm inverno rigoroso. Oriente as pessoas que têm dúvidas a buscar informações por fontes oficiais e as conscientize a não disseminarem fake news, principalmente, as que envolvem problemas de saúde.

 

 

Um dos cuidados recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em meio à pandemia

do novo coronavírus que assola o mundo é manter os ambientes higienizados.

 

Como higienizar seu carro para evitar o contágio;

 

Limpar painel, volante, maçanetas, cinto de segurança, alavanca de câmbio e toda superfície plástica com álcool isopropílico, que não danifica o material, é uma dica importante para manter a cabine limpa e matar microrganismos que possam vir a causar doenças.

Outra dica é esvaziar a lixeira portátil diariamente. “O ideal é esvaziar o lixo diariamente, principalmente se houver lenços de papel com secreções de olhos, boca e nariz, que podem conter vírus”,

“Estamos orientando os nossos motoristas a deixarem um frasco de álcool em gel dentro do carro, lenços de papel etc, mas a higienização do ar condicionado é prioridade, já que a proliferação das bactérias e fungos ocorre no filtro de ar, se ele estiver sujo. O ideal é fazer a limpeza a cada seis meses ou pelo menos uma vez por ano”.

 

A dessiminação do COVID-19 só depende de nós, unidos com o mesmo objetivo poderemos vencer essa Pandemia.

 

 

 

 

 

cab1.jpg